Missão do Vietnã visita a incubadora

nov 9, 2011   //   por deustaquio   //   Evento  //  Sem Comentários
A Incubadora afro brasileira recebeu a visita da missão de estudos da República Socialista do Vietnã sobre Políticas Sociais para Minorias Étnicas do Governo, mediada pelo Centro Internacional de Pobreza (IPC). Organizada pelo Comitê de Estado para Minorias Étnicas da República Socialista do Vietnã (CEM) e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento do Vietnã (PNUD), o objetivo dos estudos foi aprender com as políticas sociais e experiências brasileiras bem sucedidas.

A missão, liderada pelo Vice Ministro do CEM, Mr Ha Hung, era composta por representantes do Ministério do Trabalho, Inválidos de Guerra e o Ministério das Relações Exteriores. Em reuniões, seminários e palestras, que aconteceram em Brasília, foi promovido um intercâmbio de experiências entre a América Latina e o Sudeste Asiático, com o debate de políticas de proteção social inovadoras, direcionadas à superação da pobreza crônica de minorias étnicas.

Esses estudos se diferenciaram dos outros, da Tanzânia e da África de Sul, pelo viés mais prático, com visitas ao Centro de Trabalho Indigenista, uma ONG fundada por antropólogos que visa esclarecer leis de proteção territorial aos Índios, para que os mesmos possam garantir o controle territorial; ao Instituto Socioambiental, de ativistas e pesquisadores de causas ambientais; à FUNASA, Fundação Nacional de Saúde; às Quilombolas, comunidades de descendentes de escravos africanos no
Vale do Ribeira, em São Paulo, onde a delegação vietnamita teve a oportunidade de conversar com líderes locais, interagir com a população nativa, aprender com as políticas sociais, vendo o impacto na vida da população, além de se reunir com governos municipais e ONGs e com a Incubadora Afro Brasileira, que tem como missão promover o protagonismo econômico de profissionais e empreendedores afro-brasileiros.

Segundo Giovanni Harvey, direto executivo da incubadora, a delegação tinha grande interesse pela questão das mulheres, o que coincide com o perfil de beneficiados pela Incubadora, que é aproximadamente 77% de mulheres, além de se encaixar perfeitamente no foco central da discussão dos estudos, já que a mesma possui um viés étnico.    A missão encontrou com empreendedores beneficiados pela instituição, além de participar de reuniões com gerentes e diretores da IA, da IEP (Incubadora de Empreendimentos Populares) e do Instituto Palmares de Direitos Humanos.

Esse intercâmbio entre o Brasil e o Vietnã foi extremamente importante, com a discussão de temas como a mobilidade social, a transferência de renda e a pobreza crônica, tão relevantes para a dignidade de minorias, que continuam tendo que lutar muito para terem seus espaços reconhecidos na sociedade. Os países envolvidos, visto que já reconheceram a discriminação como um problema latente, devem se focar na efetiva realização dessa discussão, com políticas públicas e apoio a ONGs que favorecem a causa, além de levar o tema para a população em si, fundamental nesse processo.

Deixe um Comentário

Sites recomendados